Diário da gravidez: 31 semanas

Agora o tempo tá passando muito rápido!

Sinto que eu e a bebê já nos conhecemos mais. Eu percebo alguns padrões de comportamento dela e as mexidas agora são empurrões, chutes, mortais carpados. Ela chega a me machucar de verdade. Quando tô deitada só curtindo a barriga adoro quando ela mexe, mas se eu tô trabalhando ou conversando ela sinceramente me atrapalha um pouco, tira minha concentração. Ao mesmo tempo, já sofro por antecipação de saudade da barriga. Eu tô amando muito a minha barriga, e em contrapartida o conceito de amor pela bebê ainda é muito confuso. Amo a ideia de ter, cuidar, amar, proteger. Mas amor amor amor ainda não bateu aqui.

Ao contrário das contrações de treinamento, que bateram com tudo. É esquisito saber que é uma contração, apesar de não doer parece que trava o corpo inteiro, endurece a barriga e parece que a bebê prende a respiração até passar.

Como na minha vida sempre aparece alguma novidade médica, nos últimos dois dias descobri que essas contrações com essa intensidade não são tão normais assim e meu corpo está se preparando para dilatar e deixar a bebê nascer. Ela, por sua vez, esta encaixada forçando a cabeça pra baixo, querendo sair. Eu não quero que nada disso aconteça tão cedo e estou oficialmente de repouso, para segurar ela aqui dentro o máximo de tempo possível. De bônus, tive mais uma crise de dor e descobrimos então que é vesícula. Mais uma cirurgia pra minha lista de coisas a fazer depois que ela nascer, junto com a biópsia de medula e a hérnia no umbigo.

A parte boa é que o quartinho dela está finalmente ficando pronto, o que torna tudo ainda mais real – porque às vezes eu ainda duvido de que isso tudo tá acontecendo.

Antes de engravidar da Ceci, eu não pedi pra Deus um bebê. Eu rezava e pedia pra Deus preencher meu coração, porque embora eu tivesse tudo, eu sentia que faltava alguma coisa, um pedacinho. E aí ele nos mandou a Cecília: uma bebê fortinha, resiliente, que está cada dia melhor e mais saudável nesse corpo da mamãe que não colabora muito e cria muitas preocupações. Mas ela nem liga. Agora só peço pra Deus que ela continue assim: cheia de luz, energia e alegria mesmo que a vida não seja sempre fácil. 31 semanas, 43cm e 1,900kg de Ceci por enquanto, e eu quero muito mais. 💜

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s